• QU4RTO STUDIO

Captação de som para o cinema

O som sempre foi parte importante do cinema. Mesmo quando tínhamos o cinema mudo, o som se mostrava presente e importante. Com o passar dos anos, a relevância dessa área do audiovisual se tornou cada vez maior. Mas você sabe como surgiu, como são captados, quais as diferenças da sonografia no cinema? A gente vai te contar!


A história do som no cinema


Com o surgimento das primeiras imagens em movimento no final do século XIX, surge também o cinema. Mesmo sendo considerado "cinema mudo", por não sincronizar a imagem e o som na transmissão dos filmes, as salas já contavam com o primeiro tipo de sonorização cinematográfica. Os donos desses espaços contratavam bandas para performar durante a exibição dos filmes, assim, há quem diga que o cinema nunca foi de fato mudo e que a imagem nunca esteve desligada do áudio.


Com a virada do século, em 1921, o longa Dream Street foi reproduzido pela primeira vez, contando com alguns elementos sonoros incluídos, utilizando o sistema Photokinema. Ainda assim, o filme em si não fazia uso de diálogos nas cenas. Já em 1925, a Warner Bros trouxe uma nova tecnologia, chamada de Vitaphone, que resultou no primeiro filme com trilha gravada simultaneamente ao vídeo.


Cena clássica de Cantando na Chuva, onde um homem, segurando uma sombrinha fechada, está rodando em volta de um poste de luz sob a chuva.
Cantando na Chuva (1952)

os diálogos apareceram pela primeira vez em 1927, quando a Warner lançou o longa "The Jazz Singer", mas ainda assim eram escassos e estavam presentes em algumas cenas. No ano seguinte a produtora se superou com o lançamento de "Lights of New York" (1928), primeiro longa em que o diálogo foi gravado completamente.


A partir daí as coisas mudaram e, apesar da resistência inicial, o áudio começou a fazer parte da experiência de ir ao cinema. As trilhas sonoras são capazes de mudar totalmente a percepção de uma cena e começaram a ser pensadas com cuidado. É exatamente por isso que vamos falar sobre a captação de som para o cinema.


Os tipos de som


Os elementos sonoros de um filme fazem parte da composição da cena e podem variar entre voz (compondo os diálogos), ruídos (de ambiente, de efeito ou de sala), música e silêncio. Cada um deles tem um objetivo e transmitem sensações e emoções tanto trabalhando juntos, quanto separados.


Hoje, o diálogo é considerado como o elemento mais importante da trilha sonora porque geralmente é o que vem em primeiro plano. Existe um trabalho minucioso para captar as vozes de maneira clara e limpa. No estágio da pós-produção, os demais sons só são trabalhados quando os diálogos já estão editados.



Uma trincheira cheia de homens uniformizados e armados, característico da primeira guerra mundial. Do lado de fora da vala, vê-se dois homens, um de cada lado, segurando microfone sobre os atores.
1917 (2019)

Os ruídos de ambiente são aqueles que existem naturalmente ao nosso redor e que fazem sentido estar presentes na cena. Se você está em uma estação de trem, por exemplo, é comum ouvir o barulho dos trilhos, passos e conversas ao redor. Esses sons são importantes em uma cena, desde que faça sentido para a narrativa. Alguns desses sons não são captados durante as gravações, são inseridos posteriormente e são chamados de efeitos sonoros. Outros, são recriados em estúdio e são chamados de foley.


Quanto à música, o papel dela é essencial e está presente antes mesmo dos sons serem gravados juntos às imagens. Como falamos anteriormente, as pessoas assistiam aos filmes enquanto orquestras tocavam nas salas de cinema. A música pode alterar completamente a sensação transmitida por uma cena, ela dita o ritmo do que está acontecendo.


E não menos importante, o silêncio também está presente na trilha de um a produção audiovisual. É um elemento de quebra ou de realce. Geralmente o silêncio está ligado muito ao personagem e ao que ele está sentindo, como em momentos de introspecção ou tensão.


Mas como captar tantos sons?


Esse é definitivamente um ponto importante a se pensar durante a pré-produção de um filme. Quais sons serão utilizados e qual vai ser a melhor maneira de captá-los com qualidade? O áudio pode ser gravado simultaneamente com as imagens (som direto) ou pode ser inserido depois, no estúdio. O som direto traz mais fidelidade para a acústica, porque tem características que são difíceis de serem recriadas.


Alguns elementos sonoros são gravados utilizando as próprias câmeras de vídeo, quando são digitais. Entretanto, quando a captura da imagem é feita em película, o som é, necessariamente, gravado em um equipamento separado (double system). Longas metragens utilizam a configuração double system com equipamentos de som mais portáteis.


Imagem da produção na qual se vê uma câmera e dois microfones no topo da cena, que captam um homem de camisa de força e cabelo verde (Coringa) sentado em uma mesa, falando com um homem de jaleco.
Esquadrão Suicida (2016)

Para melhorar a qualidade do som captado são utilizados diversos tipos de microfones, que podem ser ligados à câmera ou a mixers portáteis. O microfone escolhido é o que faz mais sentido para a gravação daquela cena. Planos abertos dificultam a utilização de um boom direcional, por exemplo, então a lapela é mais utilizada.


Além dos microfones, muitos outros equipamentos são utilizados nas gravações e por isso é necessário ter uma equipe de som.


Quem compõe a equipe?


Geralmente a equipe de som é composta pelo técnico de som, microfonista e assistente de som.


O técnico de som é o responsável pelas captações, seja de diálogos ou do ambiente e está presente desde a pré-produção de um filme, porque ele precisa avaliar até mesmo o cenário para entender a acústica do local.


Os microfonistas são os responsáveis por cuidar dos equipamentos de gravação de áudio e fazer a utilização destes. E, para complementar, os assistentes de som, são aqueles que acompanham fazendo anotações relevantes sobre os áudios gravados para ajudar, futuramente, a entendê-los.


Existem outros profissionais que podem estar presentes envolvidos diretamente com a captação, como o técnico de PA, técnico de monitor e o técnico de gravação. Além disso, o tamanho dessa equipe vai variar de produção para produção e, principalmente, pelo orçamento destinado.


Homem olhando para frente com fones de ouvido em uma sala. Seu semblante parece assustado.
O Som do Silêncio (2020)

Filmes legais de observar a sonografia


Seja pelo silêncio, pelo tipo de captação ou pela sincronia entre imagem e som, aqui vão alguns filmes que são interessantes de assistir pensando no trabalho sonoro:

  • "O Som ao Redor" (2012)

  • "O Retrato de Uma Jovem em Chamas" (2020)

  • "Fantasia" (1940)

  • "O Som do Silêncio" (2020)

  • "Whiplash: Em Busca da Perfeição" (2014)



Gostou? Conta pra gente nos comentários ou manda uma mensagem nas nossas redes sociais. Não se esqueça de se inscrever na nossa newsletter para não perder nenhum dos nossos conteúdos!

363 visualizações

Gostou do post?

Inscreva-se para receber os novos conteúdos do Qu4rto!