top of page
  • Foto do escritorQU4RTO STUDIO

Escrevendo o roteiro do seu curta

Todo filme começa pelo roteiro. Seja ele um longa ou curta-metragem, o roteiro é a espinha dorsal da sua produção cinematográfica, ou seja, serve como base para a produção de um filme. Nele há uma narrativa detalhada da história, com descrição das cenas, dos diálogos, dos personagens e mais, unindo as duas esferas do audiovisual: som e imagem.


Geralmente dividido em cenas, o roteiro é bastante padronizado, para que seja de fácil compreensão de toda equipe envolvida, e é escrito pelo roteirista do filme, seja em parceria com o diretor ou só baseado em uma história a ser contada. Cada página, em média, dura 1 minuto em cena, mas é claro que depende da profundidade da descrição dos elementos ali inseridos.

Para curtas-metragens o roteiro costuma ser mais curto, já que é relativo à duração do filme. Esse tipo de produção tem duração máxima de 15 a 20 minutos, que podem ser calculados a partir do número de páginas do roteiro. 



Por onde começar um roteiro

O seu roteiro surge primeiro de uma ideia, seja ela baseada em uma história já existente - como um livro, uma biografia, um enredo de videogame ou um conto popular - ou de uma história original, criada pelo próprio roteirista ou outros envolvidos na produção. A partir dessa ideia abstrata, cria-se uma forma, um conceito sólido, que pode resultar em um resumo ou esboço da história a ser roteirizada.

Toda produção precisa de um olhar diferente do ordinário! Esqueça convenções, imagine novas visões. Quanto mais você estuda sua história, mais complexa ela fica, então (novamente) faça escolhas! Mas o que realmente abraça o interesse do público é um bom storytelling. O conflito existente e como aquela história evolui. É necessário um início, um meio e um fim, precisamos de protagonistas, personagens e tudo envolvido numa obra ficcional. Assim, você consegue fazer com que a audiência entenda e veja a evolução do que você quer comunicar com o seu tema.

(Trecho do post Como Começar um Documentário, aqui no Blog do Qu4rto)


Desenvolvimento de personagem

O desenvolvimento de personagens é um dos pontos principais da construção de narrativas. Antes do roteiro, é importante definir características distintas para cada personagem, abrangendo desde traços físicos e psicológicos que os tornem autênticos. Além disso, é essencial que cada personagem tenha seu próprio arco, o que permite não só a evolução daquela personagem, como a identificação do espectador com ela ao longo da narrativa.



Conflitos internos e externos, contribuem para a complexidade das personalidades, além de permitir serem delineados relacionamentos entre as personagens e gerando uma maior humanização delas para o público.

Todos esses pontos acabam aparecendo no seu roteiro, seja de forma sucinta ou até bastante descritiva. Ao investir no desenvolvimento cuidadoso de personagens, os roteiristas fortalecem a conexão emocional entre o público e a história, enriquecendo a experiência cinematográfica como um todo.


Partes de um roteiro

O roteiro pode ser dividido em três partes cruciais para o seu sucesso, sendo elas as seguintes:


  1. Apresentação: A primeira parte do filme é sua introdução, apresentando elementos importantes como o cenário, o tom, os personagem principais e suas ações iniciais. Neste estágio, ocorre o primeiro ponto de virada, sinalizando a transição para a próxima fase da narrativa.

  2. Desenvolvimento: Aqui destaca-se a confrontação principal da narrativa. A trama se aprofunda, explorando os desafios enfrentados pelas personagens e quais os resultados do conflito central da história.

  3. Desfecho: É a conclusão da história de maneira satisfatória. Como as personagens terminam? Como elas resolvem (ou não) seus conflitos? Lembre-se de fechar todos os pontos abertos no desenvolvimento.


É importante lembrar que, embora os roteiros sigam uma estrutura clássica, podem haver variações e divergências na escrita. Ou seja, se você quer que sua narrativa seja trabalhada de trás para frente, legal! Do meio para o fim e de volta para o início? Massa! Inove e recrie os padrões, mas não esqueça de sempre concluir suas premissas. Estruturas como o Story Circle de Dan Harmon, ou o Save the Cat de Blake Snyder, funcionam super bem para curtas.




Os principais elementos de um roteiro

  • Página de Título: A primeira página do roteiro apresenta as seguintes informações: título do filme, o nome do roteirista e, muitas vezes, informações de contato.

  • Créditos Iniciais: Outros créditos iniciais vêm logo na página seguinte, que lista informações sobre a propriedade intelectual do roteiro.

  • Introdução: Introdução ou sequência de abertura é a primeira parte da história a ser apresentada ao leitor. Entre as informações importantes neste momento estão o cenário, o tom da narrativa, o personagem principal e pode também incluir diálogos e outros elementos de apresentação.

  • Cabeçalho de Cena: É um formato convencional do roteiro no qual se descreve objetivamente o número da cena, a locação, se é interna ou externa, e o momento do dia.

  • Ações: São os momentos descritivos do que está acontecendo na cena, o que envolve não só o que a personagem está fazendo, mas também como o universo ao seu redor está.

  • Diálogos: São as falas das personagens. Nesse momento o roteirista deve indicar, antes do texto, quem é que está falando.

  • Notas do Roteirista: Quando existem, são utilizadas para fornecer informações adicionais, como por exemplo orientações de direção, efeitos especiais ou insights sobre o desenvolvimento dos personagens.

  • Transições: Geralmente indicadas ao final ou início de uma cena, são os elementos que demonstram como a passagem de uma pra outra é feita - em efeitos práticos ou na pós produção, por exemplo.

  • Número de Página: Como cada página geralmente corresponde a um minuto de tela, a paginação é elemento importante no roteiro.



Enfim, escrevendo!

Há uma formatação padrão para roteiros, que segue uma fonte e estrutura de cenas e diálogos específica. Editores de texto, como o Microsoft Word, possuem templates gratuitos que entregam o layout de padrões técnicos de um roteiro profissional.

Aqui vai o roteiro do curta de  ‘About Time’ - que deu origem ao filme com mesmo nome -  para você usar de exemplo quando for começar a escrever o seu:


AboutTime - Script
.pdf
Fazer download de PDF • 60KB


O site simplyscripts.com disponibiliza diversos roteiros para estudantes e amantes de cinema se aprofundarem nas histórias e na escrita delas. Vale a pena acessar para estudar de forma prática o roteiro cinematográfico!

É importante ressaltar também que nada mais importante durante a escrita de um roteiro que a revisão. São as revisões que permitem que seu roteiro seja refinado o suficiente para que nenhuma ponta do desenvolvimento continue solta no encerramento, além de corrigir erros de ortografia ou técnicos cometidos durante o processo e de ajudar a organizar a produção do seu curta-metragem.


Quer saber mais sobre o tema? Demos algumas dicas de livros que podem te ajudar a estudar roteiro aqui no blog, no post 4 Livros sobre Roteiro.


 

Gostou? Conta pra gente nos comentários ou manda uma mensagem através nas nossas redes sociais. Para receber sempre as últimas atualizações do nosso blog, se inscreva na nossa newsletter!

113 visualizações

Comments


Commenting has been turned off.

Gostou do post?

Inscreva-se para receber os novos conteúdos do Qu4rto!

bottom of page